Seguidores

sábado, 25 de setembro de 2010

Caminhos Da Alma




Navegaste pelas estrelas
e nadaste nas águas plenas
dos meus sonhos,
vestido com velas brancas
em fantasias que concebidas

Bebi da tua pureza
enquanto ouvia teu riso explodir
nas paredes adormecidas dos teus passos
que se perderam no tempo

Desejei que naufragasses em mim
como um perdido feliz
a espera de uma chegada

Não sei de onde vens
nem como te sinto...
Só a dor é orquestrada
nos tropeços da minha alma.

Conceição Bentes

2 comentários:

DALVALENE ESTRELA MATUTINA! disse...

Lindo poetisa, só posso te parabenizar por inúmeros de trabalhos que fazes e são de um exímio maior.Que Deus continue a te dar tanta inspiração e sabedoria.

"Não sei de onde vens
Nem como te sinto...
Só a dor é orquestrada
Nos tropeços da minha alma.

Lindo demais, amei.bjs

DALVALENE ESTRELA MATUTINA! disse...
Este comentário foi removido pelo autor.