Seguidores

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

NEGRA MULHER


Me enrosco nesses cachos negros
Lindamente negra, linda mulher...

Perdido em seus contornos, divago.
Em meu peito pulando de emoção
transborda esse amor, temperado,
Picante e doce paixão...

Me enrosco nesses braços delicados
Nada mais penso, nada mais me importa
Ahh! Mulher de lábios açucarados
Saudade me toca, antes do fechar da porta

Quero não mais, de ti me despedir
Viver em seus braços pela eternidade
Nos seus negros braços sentir
O prazer de amar sem sentir saudade.

Mando Mago Poeta

Um comentário:

Conceição disse...

Meu amado poeta

Voce tem a sensibilidade na alma, encanta a todos que o lêem
Parabens pela linda homenagem que so mesmo poetas como Adriana pode fazer

Beijos


Ceiça Bentes