Seguidores

sábado, 25 de setembro de 2010

ORVALHO




Dizem, que é da chuva um ato falho
Adora, se mostrar nas madrugadas
As pétalas das flores e as galhadas
Enfeita e protege: Ele é o orvalho.

Já outros nos afirmam com certeza
Que ele é um filhote da neblina.
Não dizem se é menino ou menina
Apenas, que é um dom da natureza.

Assim que nasce o sol, começa o dia
Num ato de coragem e valentia
Ele se esparrama inteiro sobre a flor.

Eu chego a pensar, que é um suicida.
Que seco, sob o sol, dispensa a vida
Pra que não morra a rosa, o seu amor.

Amaro Vaz Filho

Um comentário:

DALVALENE ESTRELA MATUTINA! disse...

Amaro menino ou menino Amaro que faz versos tristes e é também um homem fugaz, meu apreço e admiração pelo seu trabalho é intenso.
Assim que nasce o sol, começa o dia
Num ato de coragem e valentia
Ele se esparrama inteiro sobre a flôr. Bjs amigo.