Seguidores

sábado, 10 de abril de 2010

Confissão de Amor




Entrei no meu jardim,
Ali encontrei o meu Amor,
Com um sorriso em esplendor...
Colhias flores para mim;

Com um só pendente de teu colar,
Andavas pelas fendas das flores...
Iluminando o caminho com bellas cores;
Olhando-me passavas a exclamar:

Tu bates forte em meu coração,
És meu amor sem preconceito;
Ah! Lindo amor-perfeito!
Que me tira toda a razão.

Tua face, linda feito flor!...
Traço perfeito, bem florente;
És o fogo incandesceste...
Deste meu grande Amor.

Tu és meu floresce!
Alma linda! Como és pura;
No prazer e na ventura,
És quem tanto quero ter.

Meu amor por ti nunca vai mudar,
Mesmo que o mundo, em sua maldade;
Para sempre em minha eternidade...
Jamais vou deixar de te amar!...

(Dolandmay)

Um comentário:

REGGINA MOON disse...

Lindoo!!!!Confissão de Amor...belíssimo Poema!

Parabéns!!!

Beijos,

Reggina Moon