Seguidores

quinta-feira, 1 de abril de 2010

Exótica

Vamos os dois sonhar no jardim solitário:
ali, sob a folhagem do louro, as violetas
e as rosas perfumam um místico sacrário
erguido para as noivas dos pálidos poetas.

A lua já nasceu e o seu níveo sudário
inunda de tristeza as distantes silhuetas,
e, ao frescor da brisa nocturna, o incensário
da terra embriaga as solidões quietas.

Vamos os dois sonhar sob a morna folhagem
do louro: as grinaldas da argentina ramagem
deixam ver o infinito daqueles céus profundos.

Minhas mãos enlaçadas em tuas mãos de nardo,
passaremos a noite, olhando o doce e tardo
titila sonolento dos mais longínquos mundos.

(Juan Ramón Jimenez)

®Verso & Prosa
www.versoeprosapoemas.blogspot.com

3 comentários:

Sonhadora disse...

Lindissimo poema.
Passei para desejar uma Páscoa Feliz.

Beijinhos
Sonhadora

Fazendo Diferente disse...

Menina...!É muito romatismo.
Eita...!

"Cantinho Poético" disse...

lindíssimooooooooooooo
Parabéns aos dois.....Valeu a semana e o bom gosto dos poetas.

Beijos millllllllll