Seguidores

terça-feira, 1 de junho de 2010

POR VEZES


" Por vezes
Beija-me forte
Esse vento
Da saudade.

Por vezes
Perco-me
Nesse labirinto
Da distância ausente.

Por vezes
Encontro no sol,
Luz que não consegue aquecer
Esta gélida ausência.

Ao longo de tantas vezes
Trilho o caminho
Das pétalas e dos espinhos
Ao sabor do destino "
=- Bruno de Paula -="

Um comentário:

Denise disse...

Bruno

Por sempre, você é um poeta pleno...

Denise. Arraez