Seguidores

quarta-feira, 2 de junho de 2010

LUZ


Luz que invade a escuridão
Despertando a alma de tudo que vive
Fazendo do silêncio, doce movimento.

Aquece a superfície
Dá cor no que os olhos buscam
Dá início ao espetáculo da vida.

Verdes esperanças verdes
Adormece a angústia
Desperta o amanhã.

Fachos que acolhem e amamentam
Aurora eterna,
Dos que adormecem para sempre "
=- Bruno de Paula -=

Um comentário:

MENINA disse...

Lindo! Produção em grande estilo e beleza, perfeito esse poema meu amigo poeta, amei! bjus Menina - Cáh