Seguidores

quarta-feira, 9 de junho de 2010

VAIDADE


Como posso dizer-te dos desejos,
Se em mim são loucos também!
Como posso falar-te dos ensejos,
Se me é igual os que você tem?!

Anseios! Que nos faz enlouquecer,
Perder a razão, completamente!
Demências! Que nos faz sofrer,
Se não às tivermos dentre a gente!

Loucuras! Que dizer-te não podia,
Já que me é também em euforia...
Dentro d’alma, é dor e sofrimento!

Mas, falar-te de amor ao coração,
Talvez eu possa, dizer-te de paixão,
Já que me é igual por sentimento!

(Poeta- Dolandmay)

3 comentários:

REGGINA MOON disse...

Adriana,

Belíssimo poema de Dolandmay...essa dupla da semana promete, e como todos que aqui se apresentam, teremos muitos momentos de lindas poesias!!

Grande beijo!!!

Reggina Moon

VISITE MEU NOVO BLOG:

Fernando Pessoa(s)
www.fernandopessoas.blogspot.com

vakinha disse...

AMEI O POEMA POETA! PROFUNDO DEMAIS!
BJUS

MELISSA

vakinha disse...

AMEI! LINDO DEMAIS POETA
BJUS