Seguidores

quarta-feira, 24 de março de 2010

SENTIR SAUDADES...





Sentir saudades?...Quem é que não sente?
Afinal somos míseros humanos.
Mas a saudade as vezes é tão latente,
Que nos carrega ao mundo dos insanos.

E nesta coisa de se estar carentes,
Vemos no passar lento dos anos,
Que a alegria de outrora tão presente,
Vai dando espaço a voz dos desenganos.

E assim, ante o incomodo desconforto,
De se ver passar os dias sempre iguais,
Qual nau errante que procura um porto,

Alem do horizonte, num longínquo cais,
Singramos ondas de um oceano morto,
Por onde as sereias já não cantam mais...


Jenario de Fátima

Um comentário:

Maria L disse...

Parabéns Ernaneeeeeee

Está arrasando nas sua postagens.
Admiro-te muito amigo e amo seus textos. TEDOROOOOOOOOOOOO