Seguidores

segunda-feira, 24 de maio de 2010

APENAS UM BEIJO




Ela recebe seu beijo
Com ou sem reflexão
Apenas por sentir
Do seu sentimento
A inexplicável imensidão

Do amanhecer ao entardecer
O seu beijo entontece
Como carícia pura do amor
Que jamais anoitece

Senti-lo é a convicção
Daquilo que se faz presente
Em todas as horas da vida
Com infinita precisão.

Da lucidez insana
Da realidade que profana
Da morbidez que inflama
Mas que não cabe punição.

**********

Publicado no Recanto das Letras em 18/10/2009Código do texto: T1873833

Um comentário:

ysoldacabral disse...

Querida amiga,

Estou encantada e honrada com essa homenagem, a qual nem sei se mereço.

Muito obrigada, do fundo do meu coração. Saiba que, guardarei este lindíssimo troféu para todo o sempre.

Um beijo,

Ysolda Cabral

PS. A minha poesia com a poesia do Alejandro, ficou bárbara. Ele é bom demais. Adorei!!!!!

PS.2 - Veja, como não pude vir antes, ainda hoje mandarei o link, deste belíssimo blog, para alguns amigos.

Outro beijo