Seguidores

quinta-feira, 27 de maio de 2010

O HOMEM QUE AMO



É diferente de todos
Mora distante
mas deixa a pensar
O que houve entre nós
Foi num longo momento
que nos descobrimos
entre tantos iguais
O homem que amo é diferente de mim
Mas seu coração
me pegou mesmo assim
O Homem que amo não sei se me ama
ele faz a promessa
Que me fará uma surpresa
fico aguardando pra ver o que é
O homem que eu amo
eu nem sei ao certo quem é
mas mesmo assim
me faz sonhar
Planejar me faz ir adiante
por caminhos estreitos
com força tamanha
que daria roteiro de cinema até
Sonhos doces românticos
fico sonhando acordada
Nem sei bem o porque
Falar sobre o amor
seria bobagem
Pois nunca escolhemos
O que o coração quer
O que a alma sente
nem que o corpo pede
ARDENTEMENTE
Marleninh@ Castilho

2 comentários:

Caminhos Poéticos disse...

Segue teu destino, rega tuas plantas, Ama as tuas rosas. O resto é sombra de árvores alheias..... Vê de longe a vida. Nunca a interrogues. Ela nada pode dizer-te.A resposta , está além dos Deuses.

Fernando Pessoa

Amor & Paz na sua noite...M@ria

MENINA disse...

Lindo!

Parabéns,amei o poema...bjus!

Cáh